segunda-feira, 16 de julho de 2012

A Fúria dos Reis

 

capa a furia dos reis

Em A fúria dos Reis, o segundo livro da aclamada série "As Crônicas de Gelo e Fogo", George R. R. Martin segue a épica aventura nos Sete Reinos, onde muitos perigos e disputas ainda estão por vir. Além dos combates que se estendem por todos os lados, a ameaça agora também chega pelo céu, quando um cometa vermelho como sangue cruza o céu ameaçadoramente. Uma terra onde irmão luta contra irmão e a morte caminha na noite fria, nada é o que parece ser, e inocência é uma palavra que não existe. Quando os reis estão em guerra, a terra toda treme!

Para as(os) amigas(os) leitoras do Blog Mania de Mulher, coletei uma excelente resenha escrita por Hérida Ruyz, do site Lendo nas Entrelinhas, e faço de suas palavras, as minhas. Deliciem-se com "A Fúria dos Reis" o qual LI E INDICO!

R E S E N H A : A FÚRIA DOS REIS

Escrito por Hérida Ruyz – Lendo nas Entrelinhas

A morte de um rei fomentou o caos. Westeros está prestes a queimar sob a revolta de seu povo. Senhores se autoproclamaram reis e vassalos marcham orgulhosos sob seus estandartes.
Muitos Reis se levantaram para governar apenas um reino.

joffrey 2Em Porto Real, Joffrey, o imaturo e tirano herdeiro de Robert Baratheon é quem ocupa o trono de ferro. Orgulhoso e cruel, o rei menino rege incitando o povo à desordem e ao rancor. Mas sua pouca idade não lhe permite governar de fato. O poder de decisão está nas mãos de sua mãe, a ardilosa Rainha Regente Cersei.


 

GOT-TyrionRodeada por aduladores e conspiradores, Cersei está habituada a ter seus desejos atendidos. Porém, ela encontrará oposição a seus desmandos na irônica figura de seu irmão Tyrion, o anão agora investido de poder como “mão do rei”. Tyrion está disposto a colocar ordem na corte, e para isso deverá provar que, mesmo sendo considerado um "meio homem", é ele quem foi revestido de autoridade. Ele conquistará grandes aliados, mas também encontrará inimigos dispostos a tirá-lo do caminho.

renly-baratheonReunindo um vasto exército em Ponta Tempestade, antigas terras da família, Renly Baratheon se autoproclama Rei. Mesmo não sendo herdeiro direto ao trono, Renly acredita que é o mais indicado para reinar. Ele é carismático, forte e conquistou importantes e leais seguidores.


 

stannis-baratheonPorém, em Pedra do Dragão, seu irmão Stannis Baratheon não aceita a ousadia de Renly em se considerar o mais digno de ser Rei. Stannis, sendo o irmão mais velho, decide reivindicar a coroa e enfrentar Renly como seu adversário. Mas seu exército não possui força suficiente para lutar nos campos de batalha. Stannis encontra uma valiosa aliada, conquista o apoio e a força de Melisandre - a sacerdotisa vermelha - uma poderosa feiticeira que cede seu poder à causa desse Rei.


robb-starkRobb Stark foi coroado Rei do Norte, e está reunido com seu exército em Correrio. Ele também trava suas batalhas e busca vingança contra os Lannister. Na ânsia de conseguir mais aliados, Robb confia naquele que pensou ser seu amigo. Mas ele descobrirá que, quando uma coroa está em jogo, não existe lealdade e fraternidade.


Enquanto Reis lutam pelo poder e pelo Trono de Ferro, o povo sangra.


O destino da família Stark continua penoso, estão separados e cada um deve lutar contra os infortúnios da vida com as armas que possuem.

sansa

 

Na corte, Sansa Stark continua como protegida/refém dos Lannister. As consequências de suas ações pesaram e ela começou a aprender o doloroso significado da prudência e submissão. 

 

arya

 

Vagando pelo reino devastado, Arya Stark - uma menina com espírito de guerreiro - se reveza entre se manter viva e planejar uma forma de se unir à sua família.

 

branBran está em Winterfell, deixou de lado as coisas de criança para se tornar o Senhor da casa Stark. Ele sofre com a incapacidade física, mas seu espirito se torna livre enquanto dorme. Porém, Winterfell está nas mãos de um menino e homens sedentos por poder se sentirão livres para ameaçar as terras dos Stark.

 

Game-of-Thrones-2a-temporada-Jon-Snow-360x225Além da muralha de gelo, John Snow e a Patrulha da noite, partem em direção à Floresta Assombrada em busca de respostas. O inverno está chegando, e estranhos acontecimentos ameaçam invadir o reino. Sua busca colocará em xeque o destino da Patrulha da Noite, e John será obrigado a provar sua lealdade. Pela primeira vez, evocar seu juramento e o desejo de vestir o negro lhe deixará um gosto amargo.

Game-of-thrones-S2Mas o verdadeiro perigo se encontra no distante leste. Daenerys – a filha da tormenta – tenta encontrar uma forma de retornar a Westeros e reivindicar o trono dos Sete Reinos. Ela se tornou a “Mãe de Dragões”, e estes estão prestes a trazer fogo e morte.

 

 

BREVE ANÁLISE DA OBRA

POR: Hérida Ruyz – Lendo nas Entrelinhas

DSC04212Escrita rica, ambiente detalhado e personagens intensos são apenas algumas das características que me fascinam nas Crônicas de gelo e Fogo. Novamente um grande número de informações são reveladas ao leitor através de vários narradores. Cada capitulo é apresentado sob o olhar de um personagem diferente e todas as informações são perfeitamente entrelaçadas. Essa maneira de contar a história nos permite conhecer intimamente cada indivíduo, ter um vislumbre de cada estratégia traçada, de cada plano arquitetado, sentir e conhecer a essência de cada personalidade. O leitor não fica à margem da trama, tendo uma perspectiva unilateral ou ampla demais oferecida por um narrador externo.

As Crônicas de Gelo e Fogo é literatura fantástica para adultos, aqui não há melindres ou frouxidão textual. O autor não poupa o leitor de cenas impactantes, ele não vacila em entregar à morte os personagens mais carismáticos, dar vitória ao mais vil dos homens e perpetrar agressões, insultos e humilhação aos queridinhos do leitor. Martin extirpa a inocência que encontramos em muitos livros de fantasia.

Em “A Fúria dos Reis” o fator fantástico está mais pronunciado. Porém, até o momento, o leitor não encontrará muitos fogos de artifício no tema fantasia. Encontramos, sim, criaturas míticas, magia e seres sobrenaturais. Mas esses elementos são incorporados de forma desafetada à trama, dando prioridade ao suspense e não a explosões que beiram o absurdo. Porém, a fantasia de Martin possui uma atmosfera lúgubre e opressiva, que provoca uma sensação de apreensão.

jon-frontAqui não há bons ou maus, os personagens são muito humanos, falhos e cada um tem seu lado sombrio. Tomam decisões - que podem ser cruéis - de acordo com seus interesses, em defesa de sua casa, ou obrigados por situações impostas pela guerra. A maldade ou benevolência depende do ponto de vista do observador.

Neste segundo livro, novos personagens são postos à narrativa. Entre eles está o corsário Davos e o "vira-casacas" Theon Greyjoy.

davos

theon greyjoy

melisandre sacerdotisa vermelha

 

É sob o olhar de Davos que conhecemos Melisandre. Conhecida coma a sacerdotisa vermelha, é ela quem ostenta o poder da magia e introduz na história um dos aspectos mais obscuros da fantasia.

 

 

 

 

Tyrion Lannister foi o meu personagem favorito, agora retornando com um maior destaque na trama. Tyrion é um anão que "bamboleia" austero pela corte com sua inteligência pungente, perspicácia e astúcia. Seus diálogos são carregados de sarcasmos e ele se reveste de um humor negro desafiador.

Definitivamente, essa série é a melhor que já li. Não pela abordagem politica, fantástica ou épica que compõe a trama, pois encontramos esses mesmos elementos em outras obras. Mas pela construção original e multíplice. A trama de Martin é intrincada, repleta de personagens ricos e complexos, conflitos políticos, choque de ideias e, principalmente, uma disputa acirrada pelo poder de uma coroa e um trono.

Todos os créditos ao texto original no Lendo nas Entrelinhas: http://www.lendonasentrelinhas.com.br/2011/04/furia-dos-reis-as-cronicas-de-gelo-e.html#ixzz20nJo7n4Z
por Hérida Ruyz.

 

L E I A   T A M B É M :

A Guerra dos Tronos

Filhos do Éden – Herdeiros de Atlântida

Nenhum comentário:

Postar um comentário