domingo, 26 de junho de 2016

Resenha Co Wash Hydra Cachos Amend

Olá amigas leitoras do Blog Mania de Mulher!

No post anterior compartilhei com vocês os produtos liberados para a técnica Curly Girl (Sem shampoo/Shampoo Leve) que estou utilizando em meus cabelos [leia aqui].
Já não é mais novidade que adotei recentemente a técnica Sem Shampoo e as vezes faço a técnica do Shampoo Leve. Look my hair...
Foto com flash

Como prometi, irei abordar detalhadamente cada um dos produtos que uso em meus cabelos começando, neste post, pelo condicionador higienizante da marca Amend, o co-wash da linha Hydra Cachos.
A embalagem carrega consigo um pequeno folheto explicativo, o qual transcrevo abaixo:
"Uma grande característica presente nos cabelos cacheados é o ressecamento dos fios. Isso ocorre porque os caracóis dos cabelos impedem que a oleosidade natural presente na raíz atinja o comprimento e as pontas, tornando os fios mais ressecados e quebradiços.
Para uma limpeza mais suave dos fios os especialistas em cabelos desenvolveram um método chamado Co-Wash, que iremos explicar a seguir:"


Minhas Considerações:
Por meio do folhetinho explicativo que acompanha o produto, a marca preocupou-se em apresentar sua finalidade para as consumidoras que ainda não conhecem o termo co-wash e a técnica Sem Shampoo. O folhetinho explica de forma objetiva e bem resumida o que vem a ser a técnica.
Discordo da marca que esse produto é ideal para cabelos cacheados. O co-wash pode ser feito em qualquer tipo de cabelo, principalmente os fragilizados pelas químicas sucessivas.


Gostei bastante do seu poder de limpeza, mas como todo cowash é preciso usar uma quantidade considerável para lavar os cabelos, reduzindo seu desempenho em termos de rendimento. Lembrando que a embalagem é pequena, contendo apenas 220 mL. 
A válvula dosadora é um item que garante praticidade no uso e evita contaminação externa do produto.
O condicionador é bastante espesso e forma uma emulsão super cremosa nos fios ajudando a desembaraçar ao mesmo tempo em que limpa e condiciona.

Foto sob a luz do sol da manhã
 Seu perfume é suave e fixa no cabelo por várias horas.

Foto com flash
 Quando exposto a luz do flash o cabelo reflete um lindo brilho em função dos fios bem cuidados e hidratados.
A marca enfatiza bastante seu público alvo (pessoas com cabelos cacheados). Porém, meu cabelo é ondulado e se deu super bem com o hydra cachos.
Acredito que meu cabelo se enquadra na classificação 2B, é um cabelo difícil de conseguir textura porque ele tem raiz lisa com pouca tendência para o ondulado. Todavia independente do tipo de cabelo que você possua, esse condicionador higienizante é uma excelente opção para fazer co-wash, dada a sua composição elaborada e a presença do agente limpante (anfótero).
Formulação
O ponto negativo está na pequena quantidade de produto, contando com apenas 220 mL, baixo rendimento e o preço um pouco elevado (R$ 24,00).
Compraria novamente? Claro, pois é um produto de boa qualidade que deu certo para meu cabelo.
Foto sem flash
Independentemente se você assume seu cabelo natural ou opta pelo alisamento, faça o que te dá felicidade e bem estar. Quando olhamos no espelho e nos sentimos lindas não há o que nos coloque para baixo.
Se vocês gostaram do post, peço que compartilhem com seus contatos, que curtam a página do Blog Mania de Mulher no facebook, ou que cliquem em "Participar deste Site" no botão à direita da tela.
Leiam outros posts interessantes nos links abaixo. Super beijo!

LEIA TAMBÉM:


quarta-feira, 22 de junho de 2016

Produtos Liberados para Curly Girl

Olá leitoras do Blog Mania de Mulher!

Recentemente compartilhei com vocês os resultados positivos que estou obtendo, em um curto período, com a técnica Curly Girl. Quem ainda não leu, acompanhe aqui [Cabelos dos sonhos].
Ao ingressar nessa técnica é muito comum a insegurança e dúvidas no momento das compras, uma vez que existem uma gama de produtos no mercado que não são permitidos, devido à sua formulação conter ingredientes como petrolatos, óleo mineral, parafina.
Neste post mostrarei os produtos que escolhi para estar usando em meus cabelos, os quais são permitidos pela técnica.



Na foto acima temos, a partir da esquerda:

- Condicionador Stop Queda Garnier Fructis - condicionador liberado para "sem shampoo/shampoo leve". Possui formulação bastante emoliente devido a presença de diversos óleos vegetais na composição.
- Condicionador Yamasterol CoWash - também contém óleos vegetais na composição, como óleo de chá verde e de aloe. Pode-se dizer que esse condicionador tem um poder higienizante maior que o condicionador ao seu lado, devido principalmente, a substância chamada cocamidopropyl betaine, que também está presente em grande parte dos shampoos e até em sabonetes.
- Queratina Líquida Niely Gold - amplamente utilizada para fazer reconstrução capilar, repondo a queratina perdida e aminoácidos.
- Creme de Pentear Tô de Cachos (cachos dos sonhos) - sua função é dar a finalização ao cabelo.




- Condicionador Nutrição Intensa, Linha Óleo Extraordinário, Elseve L'Oreal Paris - possui formulação super nutritiva com diversos óleos vegetais na composição.
- Condicionador Higienizante Co-Wash, Linha Hydra Cachos, Amend - maravilhoso condicionador para co-wash, também possui em sua formulação cocamidopropyl betaine, que confere boa limpeza da raíz. Textura espessa e perfume agradável.




- Máscara Divine Curls Inoar - máscara doadora de memória, bastante nutritiva pois contém óleo de côco, óleo de pequi e vitaminas.
- Condicionador Yamasterol Amarelo - me empolguei tanto que me joguei no yamasterol (comprei embalagem gigante rosa e amarelo). O amerelo é o queridinho e muito amado pelas adeptas do "sem shampoo". Devido a sua formulação simples e isenta óleos é o mais utilizado para co-wash, além disso é multifuncional. O rosa (co-wash) não é mutifuncional.



- Máscara de Hidratação Inoar Doctor - essa máscara possui extrema qualidade e poder hidratante, é bastante espessa e rende muito! É livre de todos os ingrediente proibidos para as técnicas "sem shampoo" e "shampoo leve".



- Redutor de Volume Capicilin - é um finalizador em gel que pode ser usado em conjunto com o creme de pentear. É capaz de definir e segurar os cachos. Antes que me crucifiquem, cabe esclarecer que esse produto é liberado para "sem shampoo", pois o dimethicone presente na composição está associado com outras substâncias que o torna solúvel em água.
As vezes transito pela técnica "shampoo leve" ao utilizar o shampoo caseiro feito com sabonete dove com o objetivo de dar uma limpeza maior aos fios, já que tenho a raíz oleosa.
Resumidamente, volto a explicar que a técnica "sem shampoo" surgiu da necessidade de limpar os cabelos de maneira mais delicada usando outros produtos limpantes, exceto o shampoo.
Existem adeptas do "sem shampoo" que fazem a limpeza do cabelos usando bicarbonato de sódio, outras usam só água, outras somente chás. Eu estou no time das que usam condicionadores cuja formulação permita tal coisa. Assim o método que se utiliza do condicionador para lavar os cabelos é conhecido como cowash. 
Também tenho o creme de pentear nutrição intensa da monange (embalagem rosa), mas esqueci de fotografar, então vai uma foto tirada da web.

- Creme de Pentear Nutrição Intensa Monange - é um creme bem consistente e hidrante, usado para finalizar. Possui ótima qualidade frente ao preço baratinho.


Considerações Finais:

A técnica "sem shampoo" tem uma restrição maior à certos ingredientes se comparada a técnica "shampoo leve". Todavia, a indústria cosmética está atenta às mudanças no mercado e expectivas das consumidoras, haja visto que atualmente há muito mais opções que antigamente para quem quer adotar as técnicas. Inclusive muitas marcas já estão incluindo em suas embalagens os dizeres "co-wash", "shampoo sem sulfato", "livre silicones" etc...
As técnicas, são amplamente difundidas entre as cacheadas. Apesar disso, as lisas, onduladas e, principalmente, as alisadas podem usufruir dos seus benefícios, uma vez que as técnicas adotam substâncias mais suaves para a limpeza dos cabelos.
E cá entre nós, cabelos alisados necessitam muito de cuidados mais suaves pois já estão fragilizados pela química.
Volto a comentar que após a adoção do "sem shampoo" , já não sei mais o que é caspa e coceira no couro cabeludo, as quedas capilares reduziram drasticamente. Mais do que volume ou textura, meu cabelo ganhou em qualidade, em saúde (o que considero mais importante).
É lógico que apesar da saúde capilar, também busco a estética. Jamais conquistarei os cachos que me encantam porque essa não é a natureza do meu cabelo, mas a volta da ondulação e maciez, há muito perdida, já fazem valer todo o esforço.
Bem leitoras, esses são os principais produtos liberados para a técnica "sem shampoo" que estou usando atualmente, o mais caro foi a máscara da marca Inoar, no entanto, os demais produtos que compartilhei são bastante acessíveis.
Em breve pretendo fazer resenha detalhada sobre cada um deles. Espero de coração que vocês tenham gostado do post.
Não esqueçam de curtir e compartilhar com seus contatos! Um super beijo!


L E I A   T A M B É M:






quinta-feira, 16 de junho de 2016

Cabelos dos Sonhos Volume e Textura

Olá leitoras do Blog Mania de Mulher!


Na busca por um cabelo com mais textura e volume me deparei com infinitas formas para cuidar das madeixas, mas duas delas despertaram minha atenção. São as técnicas "sem shampoo" e "shampoo leve", descritas no livro Curly Girl da autora Lorraine Massey.
Atenta aos métodos de tratamento dos fios descritos no livro Curly Girl, uma marca criou a seguinte nomenclatura: No Poo (para sem shampoo) e Low Poo (para shampoo leve, pouco shampoo). Mas esses termos (no poo e low poo) foram patenteados por essa marca e agora não podemos mencioná-los para falar de outros produtos que não sejam dessa marca.


Na foto mais recente (depois) estou sem maquiagem, mas o que está em questão aqui não é isso! O cabelo é que está em evidência.
Vejam na foto que após adotar a rotina SS (sem shampoo) meu cabelo ficou mais saudável, é incrível!!!!
De maneira bem sucinta, existem diversas maneiras para lavar os cabelos na técnica sem shampoo (SS), uma dessas maneiras é conhecida como co-wash (lavar com condicionador). Por outro lado, a técnica shampoo leve (SL), também conhecida como "pouco shampoo", consiste em lavar os cabelos com shampoo sem sulfato.
Em ambas as técnicas existem ingredientes proibidos, como petrolatos, óleo mineral, certos silicones, parafina, etc, portanto, ao escolher uma das técnicas é necessário estar atenta ao rótulo dos produtos e sempre ler os ingredientes da formulação, extinguindo-se o uso das substâncias proibidas para cada uma das técnicas.
Aqui, minha intenção não é pormenorizar as técnicas, pois no google existe um vasto material explicando sobre cada uma delas, também existem diversos grupos para compartilhamento de experiências e opiniões sobre os produtos que contém composição liberada para uso. Assim, quem se interessar pode procurar informações detalhadas pela internet.
Neste post quero compartilhar com vocês minha evolução capilar ao abandonar o alisamento e assumir a forma natural do meu cabelo.


Naquela época minha progressiva durava horrores porque meu cabelo sempre foi fácil de domar. Mas comecei a me cansar da química e dos rastros que ela deixava como queda, pontas secas, etc...
Mesmo estando com o cabelo natural há cerca de 4 anos, ele nunca mais voltou a ser como antes. Acredito que eu não estou sozinha nesse barco!
Nas próximas fotos meu cabelo já está sem alisamento, porque fui retirando aos poucos a progressiva através de vários cortes, a única química é a tintura. Note que na imagem da esquerda meu cabelo estava sem forma, já na imagem da direta meu cabelo começa a ganhar textura, mas nessa época ainda não conhecia as técnicas de limpeza suave.

 
Recentemente, cerca de 3 semanas tenho adotado o método sem shampoo (SS), mas as vezes transito pelo método do shampoo leve (SL). Assim tenho conquistado mais textura e volume (clique na imagem para ampliar).

Sem flash


Em pouco tempo já estou vendo resultados positivos. Note que a umectação deixou meu cabelo com aparência de super hidratado e nutrido, atente-se para as pontas do cabelo!!! Apesar de algumas luzes as pontas não estão nem um pouco ressecadas e espichadas.
Vou colocar mais fotos para que vocês possam observar melhor, estou adorando isso.... kkkkk. Espero que dê para ver, mas tem frizz alí em cima, bem no topo da cabeça... (nem tudo são flores!)
As cores na foto não estão fidedigna por causa da iluminação.

Sem flash

Agora vou contar meu passo a passo que resultou nessa linda finalização:

1. Preparei em banho-maria um mix de óleos contendo: óleo de côco, rícino e manteiga de karitê à zoiômetro.
2. Desembaracei o cabelo e enluvei mecha por mecha com o mix de óleos até que todo o cabelo ficasse bem lambuzado, inclusive a raíz.
3. Coloquei touca de alumínio e esperei 2 horas.
4. Após a pausa retirei a touca de alumínio e umedeci o cabelo com água doce (dissolvi um pouco de açúcar cristal na água).
5. Apliquei a máscara Divine Curl Inoar, enluvei e coloquei novamente a touca de alumínio para abafar, aguardei 1 hora.
6. No chuveiro lavei o cabelo com o limpador caseiro feito com o sabonete dove. Enxaguei.
7. Lavei novamente, mas agora usando o condicionador higienizante hydra cachos da amend, com formulação própria para a técnica sem shampoo. As duas lavagens foram para garantir a retirada de todo o óleo do cabelo.
8. Passei yamasterol amarelo e massageei bem os fios. Deixei agir por uns minutinhos, em seguida enxaguei.
9. Finalizei com o creme de pentear Monange da embalagem rosa, enluvando mecha por mecha e amassei o cabelo com um tecido de malha.
10. Depois que secou naturalmente fiz um coque abacaxi para dormir.
11. No dia seguinte... o milagre!
Acontece que cada dia é uma experiência nova porque simplesmente tenho dificuldade em ficar sem lavar os cabelos por 1 dia sequer! Então todos os dias meu cabelo está diferente... há dia que consigo bastante textura e pouco volume, as vezes o contrário,  muito volume pouca textura, as vezes muito frizz, as vezes sem frizz. 
Assim vou dia após dia me alegrando ou me irritando com as diversas faces do meu cabelo!
Mas sabe o que é legal de tudo isso?
Meu cabelo está mais saudável como nunca esteve outrora!!!
Minhas caspas e as coceiras acabaram depois que adotei o "sem shampoo", o cabelo também está caindo menos e já arranquei diversos elogios de pessoas próximas (isso é o máximo amigas!).
Mas nem sempre consigo um cabelo lindo, há dias que simplesmente ele fica armado e sem definição... vai entender...
Mas quando ele fica bonito a gente ostenta, né amiga!!! Vai mais uma fotinha então:

Sem flash

 Essa fotinha está aí só para ressaltar que adoro o efeito dos óleos e manteigas vegetais sobre a pele. Acima estou usando uma misturinha de óleo de côco, com rícino e pomada hipoglós como anti rugas.
Espero que vocês tenham gostado do post. Não esqueçam de curtir e compartilhar com as amigas! Grande beijo.

L E I A   T A M B É M ... 

Como Extrair Óleo do Côco

Olá amigas(os) leitoras(es) do Blog Mania de Mulher!


Os óleos vegetais proporcionam inúmeros benefícios à nossa saúde. Falando especificamente sobre o óleo de côco, pode-se afirmar que seu uso é muito difundo como hidratante da pele, dos cabelos e até como coadjuvante no emagrecimento.
No meu dia a dia o óleo de côco sempre está presente, amo aplicá-lo no rosto, misturá-lo no hidratante corporal e fazer umectação capilar com ele. Na piscina, é um ótimo amigo quando misturado ao protetor solar. Particularmente, não consigo mais viver sem óleo de côco.
Com tantas finalidades, haja dinheiro para comprar o "dito cujo"! Assim, fabricar nosso próprio óleo torna-se a solução mais viável para economizar.



Na internet é possível encontrar inúmeros vídeos ensinando a tirar o óleo do côco fresco, por meio do processo à quente e à frio. A seguir mostro meu passo-a-passo na extração do óleo à quente (hot process), vamos lá?



Percebe-se facilmente o ponto final do processo, por meio visual e sonoro. Visualmente é possível ver o óleo flutando sobre uma massa sólida que se forma no fundo do recipiente, além disso o ruído da fervura muda para o som de fritura, é como se você estivesse fritando algo sobre uma frigideira!
Após apagar o fogo, esperar alguns minutos até baixar a temperatura e ser possível manusear. Lembrando que se deixar o óleo esfriar demasiadamente ele pode se solidificar, caso o dia esteja frio, tornando impossível a próxima etapa que vem a ser a filtração para separar o sobrenadante (óleo) do resíduo sólido.

Observe na foto que meu óleo de côco já começa a se solidificar no frasco por causa do frio. Seu aspecto  é incolor como se fosse água, mas quando ele começa a endurecer vai ficando esbranquiçado.
Se você não tiver panela de vidro para fazer em sua casa, pode usar qualquer outra panela.
Viu como é fácil, apenas é um pouco trabalhoso e toma muito tempo.
Vale ressaltar que quando você adiciona água no liquidificador para triturar o côco e extrair o leite, deve ser usada pouca água, caso contrário, o tempo no fogo será muito maior, afinal quanto mais água, mais tempo levará no fogo para que ela evapore.
O resultado final em termos de qualidade é igual ao que compramos no mercado! O rendimento: 2 côcos frescos inteiros (com casca e água) pesaram cerca de 1,5 Kg, o que rendeu 100 mL de óleo.


Óleo de Côco na Prática: abaixo, uma foto do meu cabelo após umectação com óleo de côco + óleo de rícino + manteiga de karitê. Sobre o rosto apliquei minha nova combinação anti-rugas: óleo de côco + óleo de rícino + hipoglós. Logo mais, vou colocar no ar um post sobre minha nova rotina capilar, cujo objetivo é ganhar textura e volume. Não reparem na cor do cabelo porque tem tinta velha impregnada de quando eu fazia coloração. Aos poucos estou clareando com luzes fininhas. Para visualizar o brilho da umectação clique sobre a foto para ampliar. Lembrando que óleo de rícino não deve ser usado por gestantes e lactantes e algumas pessoas podem ter alergia à esse óleo ou outras reações.


Em breve, extração do óleo de côco à frio (cold process). Espero que vocês tenham gostado do post! Não esqueçam de curtir e compartilhar! Grande beijo.


L E I A    T A M B É M...